Olá Meninas.com (Talita Stutz)

Trem Bala

Ah uma xícara de café bem quentinho logo de manhã, com aquele sol branquinho iluminando e aquecendo a grama verde, ao som de pássaros te dando bom dia!

Pra mim não tem imagem e momento mais energizante, eu amo a manhã!

É nessas horas que paro para pensar na vida, onde estou, o que sou e o que quero ser, e é aí que a coisa se complica!

Já parou para pensar como vivemos de forma mecânica? Sempre na corda bamba, na correria, na preocupação.

Todo dia entrando no site do banco para ver se consegue pagar aquela conta que vence naquele dia, e se não entrou nada, afff, mais uma noite sem dormir.

No outro dia levantamos cedo de novo, sempre atrasados, nervosos por causa da noite mal dormida, o dia passa em minutos porque sempre trabalhamos demais e recebemos o mínimo para viver. Mas não vivemos porque não temos dinheiro. Apenas passamos pelos dias. E assim a roda gira sempre do mesmo jeito com o tempo passando de forma acelerada e a gente não aproveitando nada, nem mesmo a bela manhã no quintal.

Os filhos crescem e não curtimos, o casamento acaba e nem percebemos, as amizades não mais existem porque não temos tempo para cultivá-las. E pra que?

Só para acordar mais um dia, e comer e pagar conta.

Será que vale mesmo a pena viver assim? Foi pra isso que Deus nos colocou nesse mundo?

Não é a toa que super executivos que ganham milhões estão abandonando seus empregos bem sucedidos por uma vida mais simples, para poder curtir a família, amigos, a vida.

Dinheiro é bom? Claro, não sou hipócrita. Mas sobra tempo para aproveitá-lo? Se não, então melhor rever. A vida passa rápido demais, as pessoas se vão num piscar de olhos e depois vai ser tarde para arrependimentos.

Viva, e não sobreviva!

Segura teu filho no colo, sorria e abrace teus pais enquanto estão aqui. Que a vida é trem-bala, parceiro, e a gente é só passageiro prestes a partir (Trem bala – Ana Vilela)

Shopping