Policial

Suspeito de matar empresário José Danilson é indiciado por homicídio qualificado

O crime aconteceu no dia 16 de setembro e a Polícia Civil entendeu que a motivação foi porque o jogador viu mensagens da vítima no celular da mãe

O jogador, Vinicius Corsini, foi indiciado  ontem(25) pela Polícia Civil por Homicídio qualificado: motivo fútil e por dificultar a defesa da vítima. Ele é suspeito de assassinar a facadas o dirigente do Nacional de Rolândia, o empresário José Danilson Alves.

O inquérito foi concluído ontem pela Polícia Civil de Rolândia e durante a investigação entendeu-se que o crime ocorreu por causa das mensagens amorosas que Vinicius  viu de José Danilson enviadas para o celular de sua mãe.

Segundo os interrogatórios de Vinicius a Polícia, as mensagens também foram motivo de seu pedido de demissão no clube.

Em depoimento Vinicius afirmou que foi anteriormente conversar com o empresário para esclarecer os fatos sobre as mensagens . E que após esse encontro um funcionário de Danilson foi até a casa de Vinicius e entregou um dinheiro para que ele esquecesse o que tinha acontecido.

O jogador afirmou para a polícia que no dia do crime tinha saído para comprar coisas para fazer um churrasco, inclusive que a faca tinha comprado no mercado para isso. Vinicius Corsini relatou, no entanto, que quando encontrou o empresário, teve um apagão e não se recorda do que aconteceu.

No dia do crime Vinicius foi contido por populares e preso em flagrante pela polícia.

A Polícia Civil ainda anexou ao inquérito um relatório de diligências que analisou as câmeras de segurança, que apontou que antes do crime Vinicius estava parado em uma praça em frente a empresa observando o local de trabalho da vítima.

 

Fonte: G1