Sociedade

Seguro obrigatório DPVAT terá redução de até 79% em 2019

Proprietários de automóveis particulares pagarão no próximo ano o valor de R$ 12,00

Mais uma boa notícia para os proprietários de veículos automotores de via terrestre: no próximo ano o famigerado seguro DPVAT terá redução considerável para todas as categorias de veículos, podendo chegar a maravilhosos 79%!

Mas para quem anualmente paga e não sabe porque e nem para que serve o referido seguro, aí vão algumas informações preciosas.

O Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), foi instituído pela Lei nº: nº 6.194, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1974, com a finalidade de garantir às vítimas de acidentes de trânsito o recebimento de indenização equivalente aos danos sofridos, quando do acidente resultar, morte, invalidez permanente ou ainda a vítima ainda que tenha sofrido escoriações, necessite de atendimento especializados e tenha gastos médicos.

O recolhimento do seguro é anual e obrigatório em todo o território nacional, a todos os proprietários de veículos, sendo seu pagamento requisito para a obtenção do documento de Licenciamento Anual, o famoso “verdinho”.

Sem mais delongas, abaixo segue uma tabela constando o percentual de desconto, bem como o valor a ser pago no próximo ano para todas as categorias de veículos.

Verifica-se na tabela que o valor das motocicletas ainda continua relativamente alto, ainda com o desconto aplicado. Tal situação justifica-se pelo fato de as motocicletas terem um maior índice de envolvimento em acidentes com vítimas.

Segundo o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), a redução dos prêmios tarifários foi possível devido ao valor de recursos acumulado em reservas superior às necessidades de atuação do Seguro DPVAT.

Que as boas notícias não cessem, e descontos à população virem rotina a partir do próximo ano!

Glaucia Rangel RosaPRO - Seriedade, comprometimento e qualidade na prestação de serviços jurídicos.
Bacharel em Direito pela Universidade Veiga de Almeida, Pós Graduada em Direito do Consumidor pela Universidade Cândido Mendes. Atualmente, militante nas causas relativas às relações de consumo, responsabilidade civil, Direito das famílias e do trabalho.

 

Postagem original

 

Shopping