Sociedade

Rolândia restringe horário do comércio entre outras determinações

Foi anunciado pelo prefeito de Rolândia na tarde desta quarta (18) medidas restritivas e proibitivas para reduzir ao máximo o número de pessoas nas ruas

Entre as medidas anunciadas esta tarde pelo prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi Neto, está a delimitação do horário do comércio que passará a funcionar apenas entre às 12h e 16h e a restrição da quantidade máxima de 10 pessoas por vez nos mercados, farmácias, lotéricas e bancos.

As indústrias mantêm normal, porém com orientações específicas quanto ao refeitório.

Nos escritórios e prestadores de serviço os funcionários deverão trabalhar preferencialmente em casa.

Está proibida a realização de eventos fechados e em praças públicas, também cultos e missas.

O descumprimento será passível de multa.

“Se a gente não tomar essas providências vai morrer gente”, alerta o prefeito.

ASSISTA

 

 

 

A prefeitura estará com o acesso ao público fechado e o trabalho interno restrito. Postos de saúde também terão horários específicos. O Posto da Vila Oliveira e Santiago estão dedicados a casos de Dengue.

Os postos Central e Parigot de Souza ficarão específicos para os casos de Coronavírus.

Bartira e São Martinho funcionarão em horários reduzidos.

Estes horários ainda estão sendo discutidos entre as autoridades e serão detalhados na publicação do decreto.

A principal orientação é para que pessoas com sintomas de gripe não devem ir ao posto de saúde, mas permanecerem em casa e ligarem nos números 3906-1125, 3906-1121, 3906-1145, 3906-1134. para terem as devidas orientações de como proceder.

É extremamente importante que toda a população permaneça em casa o máximo possível evitando a movimentação nas ruas.

Para as pessoas que estão vindo do exterior, do Rio de Janeiro ou São Paulo devem ligar para os números divulgados e informar a vigilância sanitária assim que chegarem na cidade de Rolândia.

Se você souber de pessoas que chegaram de viagem, também pode avisar a vigilância sanitária através mesmos telefones.

Até o momento não existem casos confirmados, apenas três pessoas suspeitas, sendo uma já descartada.