Sociedade

Possíveis irregularidades na Saúde são identificadas pelo MP de Contas em Rolândia

Ao todo, cinco cidades são investigadas, entre elas Rolândia, por supostos problemas na compra de medicamentos, excesso de cargas horárias dos plantonistas e falta de informação no portal da transparência

O Ministério Público de Contas do Paraná identificou possíveis irregularidades na área da saúde em cinco cidades, entre elas Rolândia.

Os problemas estariam ligados à compra de medicamentos com sobre preços, excesso de carga horária de médicos plantonistas e falta de informações no portal da transparência.

Além de Rolândia, as prefeituras investigadas são das cidades de Marialva, Apucarana, Arapongas, no norte do estado, e Paranavaí, noroeste.

 

O MP encaminhou a representação ao TCE-PR (Tribunal de Contas do Estado) que deve analisar se dá ou não procedência às investigações. Caso confirmadas, o TCE deverá exigir que as irregularidades sejam corrigidas.

Foi publicado do site G1 que em nota as prefeituras de Arapongas e Marialva ainda não haviam sido notificadas em 11 deste mês. Já a Procuradoria Geral de Apucarana garante que não há irregularidades na saúde.

A redação do Jornal MANCHETE DO POVO entrou em contato com a secretaria saúde na manhã desta segunda (16) e aguarda o retorno da responsável pela pasta, a secretária, Rosana Alves da Silva. 

As demais cidades não se manifestaram até a última atualização da matéria publicada no portal G1.

 

Shopping