Política

Francisconi deve retirar tornozeleira hoje

O TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná) decidiu pela retirada da tornozeleira eletrônica do prefeito afastado Luiz Francisconi Neto

Em votação os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná) seguiram o voto do relator, Luís Carlos Xavier e deliberaram nesta quinta-feira (29) pela retirada da tornozeleira eletrônica do prefeito afastado Luiz Francisconi Neto (PSDB).

O Creslon (Centro de Reintegração Social de Londrina) já foi comunicado pelo juiz, Alberto José Ludovico, da Vara Criminal de Rolândia, sobre o despacho, assim que oficiado pelo TJ pedindo a revogação do monitoramento.

A retirada do equipamento deve acontecer nesta sexta (30) e o advogado de Fracisconi já formula um pedido para que o prefeito afastado retorne ao cargo.

O pedido será feito após a análise de um outro recurso semelhante que já transita no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Francisconi está afastado do cargo desde o dia 10 de setembro, mas continua recebendo o salário de prefeito. A operação Patrocínio investiga o suposto desvio de pelo menos de R$ 237 mil dentro do possível esquema que funcionou sobre contratos que, juntos, ultrapassam R$7 milhões.

A decisão em teve deve favorecer também os outros acusados pela Operação Patrocínio que também estão com tornozeleira eletrônica.