Policial

Em Londrina, professor é denunciado por maus tratos a animais

Um professor de História de Londrina foi denunciado por adotar diversos cães e logo em seguida sumir com os animais. Na última segunda-feira (20), vários protetores de animais protestaram em frente à residência do homem, no Jardim Leonor. Vizinhos alegam que o professor sacrifica os animais. A Polícia Civil deve investigar o londrinense, que não teve a identidade divulgada.

Em entrevista à Rádio CBN, Amanda Ozelin, uma protetora de animais que registrou Boletim de Ocorrência contra ele, relata que o homem adotava cachorros que eram colocados para adoção via internet – ele entrava em contato com os doadores e protetores e se habilitava para ser tutor dos animais.

Segundo Amanda, em menos de 24 horas os cães desaparecem misteriosamente da casa do professor. Ela conta que 18 vítimas já apareceram e foram até a delegacia registrar ocorrência. Em algumas adoções, segundo a protetora, o homem chegava a levar dois animais de uma só vez. Acredita-se que mais de 40 animais foram adotados e sumiram pelas mãos do falso tutor.

Suspeitas

Agora, de acordo com Amanda, os protetores exigem uma satisfação sobre o que aconteceu a esses animais. O suposto tutor não responde as mensagens de nenhum dos protetores. Amanda relata que ela doou um dos cachorros ao homem. Ela explica que costuma acompanhar os tutores, pedindo fotos para verificar se os animais estão sendo bem tratados.

O professor mandou foto e vídeo no dia seguinte e depois desapareceu. Amanda achou estranho e foi até a residência do homem. Ela conta que o companheiro do professor que mora na mesma casa a deixou entrar no quintal, mas lá não havia nenhum cão. Ela ressalta que não quer acusá-lo de nada, apenas quer uma satisfação, e não quis revelar qual a suspeita dos protetores acerca do que o falso tutor pode estar fazendo com os animais.

Agora, os protetores estão fazendo alerta via Facebook para que o professor não faça novas adoções. Ele ainda não se manifestou publicamente sobre as denúncias nem sobre o protesto. Com tantos registros de boletim de ocorrência, o caso deve ser investigado pela Polícia.

Direitos dos animais

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) promulgou, em 27 de janeiro de 1978, a Declaração Universal dos Direitos dos Animais, que prevê que “todos os animais nascem iguais diante da vida e têm o mesmo direito à existência”.

Além do respeito aos animais, o documento estabelece, ainda, que:

– O homem, enquanto espécie animal, não pode atribuir-se o direito de exterminar os outros animais, ou explorá-los, violando esse direito. Ele tem o dever de colocar a sua consciência a serviço dos outros animais.

– Cada animal tem direito à consideração, à cura e à proteção do homem.

– Nenhum animal será submetido a maus tratos e a atos cruéis.

 

POSTAGEM ORIGINAL