Política

Delegacia amplia atendimento a mulheres vítimas de crimes

Prefeitura de Rolândia e Governo do Estado do Paraná, por meio da Delegacia de Polícia Civil, assinou na manhã desta quinta (12) um termo de convênio para melhorar e ampliar o atendimento envolvendo a mulher
(Foto: Rodrigo Stutz)

O ato foi realizado no gabinete do prefeito, Luiz Francisconi Neto (PSDB), com a presença da Secretária da Mulher e da Família, Adriana Palmieri, e do Delegado de Rolândia, Bruno Silva Rocha.

O prefeito destaca que essa medida já é fruto da reestruturação da Secretaria da Mulher e da Família em Rolândia. “Acreditamos que existem muitas ações que podemos trazer em recursos e convênios para o bem da população”, garante o prefeito que é só o primeiro passo.

 

ASSISTA

 

 

A secretária da pasta, Adriana Chaves Palmieri, destaca que além dos atendimentos legais e jurídicos a secretaria tem condições de ajudar essas mulheres psicologicamente e socialmente com apoio nas mais diversas áreas. “Ainda não temos um espaço físico e estamos atendendo na prefeitura, segundo andar, mas em breve vamos conseguir um local somente para a nossa secretaria com oficinas, cursos e outros atendimentos voltados à dignidade da mulher.

Na delegacia de Rolândia, já existe um local específico para atendimento da mulher vítima de crimes contra ela. E agora duas funcionárias públicas foram cedidas para atendimento especializado.

Juliana Peixoto, cedida pelo Estado, ficará responsável pelo atendimento primário destas mulheres e Ketlylin Ferreira, cedida pelo Município fará assessoria jurídica para as vítimas.

O delegado de polícia civil, Bruno Silva Rocha, ressalta que com mais esse avanço a delegacia de Rolândia se coloca à frente de várias outras cidades bem maiores no estado. “Só de cumprir as diretrizes do Centro Especializado de Atendimento à Mulher nós já estamos oferendo um serviço diferenciado comparado ao restante do estado”, afirma.

Ele explica que com o atendimento em um local separado a vítima não precisa ser vista e evita uma série de situações constrangedoras. Rocha relata que agora com uma servidora exclusiva para este atendimento se tem mais agilidade no processo. “Este já é uma das primeiras demandas feitas desde que assumi a delegacia”, lembra o delegado que chegou em Rolândia em 2016.

Juliana Peixoto, cedida pelo Estado, ficará responsável pelo atendimento primário destas mulheres e Ketlylin Ferreira, cedida pelo Município fará assessoria jurídica para as vítimas
Juliana Peixoto, cedida pelo Estado, ficará responsável pelo atendimento primário destas mulheres e Ketlylin Ferreira, cedida pelo Município fará assessoria jurídica para as vítimas

 

Shopping