Policial

Brincadeira “quebra-crânio” viraliza na web e preocupa pais e médicos

Uma brincadeira que viralizou na internet tem deixado pais e médicos preocupados. O chamado de “quebra-crânio” é composto por três pessoas, onde a que está posicionada no meio dá um pulo e as outras duas dão uma rasteira, fazendo com que ela caia no chão.

Uma das primeiras gravações que ganhou destaque na web foi feita em um colégio em Caracas, na Venezuela. Nas imagens, o garoto cai e bate com a cabeça no chão. No Brasil, em um dos vídeos, a pessoa que sofreu a queda ficou desacordada. Em outro, o adolescente fraturou o braço. Na segunda-feira (11), a divulgação do caso mais grave: Emanuela Medeiros da Costa, de 16 anos, morreu após sofrer traumatismo craniano. A estudante participou da brincadeira em uma escola no Rio Grande do Norte.

De acordo com especialistas, a tendência é que durante a queda, a pessoa apoie as mãos no chão. Isso facilita que ocorra uma fratura no punho. Dependendo do caso, a correção da lesão só é possível com procedimento cirúrgico. Outro problema grave é que a queda pode ocasionar lesões nas costas ou na cabeça, como fraturas com consequências imprevisíveis.

Os médicos alertam que é preciso informar crianças e adolescentes sobre os riscos dessas lesões graves. O melhor a se fazer é não participar desse tipo de brincadeiras, que pode acabar em morte.

ASSISTA

 

Fonte: