Política

Vereadora pede redução no salário e sessão acaba em confusão

Edileine Griggio sugere redução de 50% nos salários dos vereadores e o "tempo esquenta" com bate boca entre os parlamentares

O pedido de redução de 50% no salário dos vereadores foi feito pela parlamentar Edileine Griggio (PSC) na sessão realizada dia 25.

Ela, em uso da tribuna discutia o projeto de aumento no salário do procurador jurídico da casa e surpreendeu seus pares quando de forma incisiva sugeriu a redução do salário de todos os parlamentares. “Quero aproveitar a oportunidade para dar o exemplo (...) propondo neste momento a redução do nosso salário de vereadores em 50% e gostaria que todos os nobres vereadores me acompanhassem nessa empreitada”, apela.

ASSISTA

 

 

A vereadora destaca que com essa medida se faria uma economia em torno de 50 mil reais por mês e até o final do mandato mais um milhão de reais. “Está lançado o desafio”, finaliza.

De imediato a população presente no plenário aplaudiu e comemorou o pedido, porém as reações contrárias de pronto tomaram conta das discussões que em determinado momento ficaram acaloradas.

O vereador Andrezinho (PSC) endossou o pedido, mas não deixou claro se foi ironicamente, pois disse que a redução deveria ser de 100% e não apenas 50%. “O vereador tem que trabalhar 100% para o município”, afirmou.

Já Rodrigão (SDD) disparou, “Eu sou vereador em tempo integral, se a vereadora quer doar parte do seu salário faz igual o Boca Aberta (...) Aconselho a vereadora abrir mão do seu serviço e ser vereadora em tempo integral”, apontou.

Alex Santana (PSD) relata que trabalha na casa todos os dias “Eu deixo a minha empresa para vir trabalhar em tempo integral, ao contrário da vereadora que só vem uma vez por semana porque tem outro serviço (...) Eu trabalho e é justo o salário que eu recebo nessa casa”, destaca.

Edilene em resposta afirma que também faz juz ao seu salário como vereadora “Engraçado que quando a gente passa a pedir medidas morais que possam partir dessa casa de leis o nobre vereador que parece administrar Rolândia sozinho fica bravo”, finaliza.

Confira o discurso da vereadora na íntegra: