Vetville
Gravidez psicológica: O que é, como tratar e como evitar?

Talvez muita gente não saiba, mas a pseudo-gestação, também conhecida como gravidez psicológica não é uma alteração fisiológica exclusiva de fêmeas humanas. Gatas e cadelas também podem ter esses sintomas.

A gravidez psicológica é uma alteração que normalmente acontece aproximadamente 2 meses após o cio de cadelas ou gatas. No caso das cadelas, as raças de menor porte são, normalmente, as que mais apresentam a alteração. A alteração é mais comum nas cadelas.

  1. a pseudo-gestação acontece a cadela (ou a gata) pode apresentar os mesmos sintomas de uma gestação verdadeira. Existe uma corrente que acredita que todas as fêmeas apresentem a gravidez psicológica, mas que somente algumas manifestem os sinais clínicos desta alteração.

O comportamento da fêmea se altera quando ela apresenta a gravidez psicológica. Passa a se comportar como se estivesse realmente prenha. Começa a fazer ninhos com panos, roupas ou toalhas. Leva os brinquedos e outras coisas para o ninho, como bichos de pelúcia, e se comporta como se fossem seus filhotes. Algumas vezes, a fêmea que apresenta esse comportamento pode até mesmo “adotar” animais da casa. Por vezes podem se apresentar agressivas, nervosas, irritadiças como se estivessem defendendo as crias. Por isso, tome cuidado nesse período e procure deixá-la quieta e sossegada.

Os sintomas e alterações clínicas que a fêmea pode apresentar podem ser: aumento de volume das glândulas mamárias e secreção láctea, que geram desconforto ao animal. A fêmea irá tentar se limpar se lambendo, e muitas vezes até mamando nela mesma, o que pode causar traumas nas mamas, estimular ainda mais a produção de leite e predispor a fêmea a ter uma mastite (inflamação da glândula mamária). Em alguns casos a alteração é tão intensa que pode haver mesmo o relaxamento dos ligamentos da bacia, mudança da temperatura corpórea e movimentos de contração uterina normais na hora do parto. Se o proprietário não tiver certeza que a cadela (ou gata) não cruzou pode até achar que sua cadela está para parir. Pode ainda apresentar redução ou perda do apetite, começar a ingerir mais água e até urinar mais.

Existem algumas teorias do que pode desencadear a pseudo-gestação. Uma delas envolve a prolactina, que após o período de ovulação tem sua concentração aumentada, levando a produção de leite pelas glândulas mamárias e também à manutenção do corpo lúteo. O corpo lúteo secreta progesterona, que é o hormônio responsável por manter a gestação. E como não há nenhum hormônio responsável pela destruição do corpo lúteo no caso da não fecundação, o nível de hormônio nas fêmeas prenhas ou não, é o mesmo, entendendo assim, o organismo de algumas fêmeas não prenhas, que estão prenhas.

Podemos ainda citar como possíveis causas o tratamento com progestágenos (hormônios similares à progesterona) ou após um tratamento com prostaglandina (estrógeno e progesterona). Algumas fêmeas podem apresentar a pseudociese alguns dias após a castração.

Os sintomas e as alterações comportamentais da fêmea com gravidez psicológica podem durar em média 2 a 3 semanas. Se a alteração se estender mais do que isso, leve a fêmea ao médico veterinário para que ele oriente e prescreva medicamentos para cessar o processo. E fique sempre alerta, pois como já descrito acima, cadelas que apresentam a pseudo-gravidez são mais propensas a desenvolver piometra.

O único jeito de evitar a gravidez psicológica é castrando a fêmea. Com a retirada do útero e dos ovários a produção de prolactina, que é o um dos principais hormônios da gestação (seja ela pseudo ou real), irá cessar, não desencadeando mais a alteração e todo os inconvenientes e sofrimento que traz a fêmea.

Prevenção é tudo! Quem ama protege!

 

Fonte: Petchannel.com

Shopping