Luiz Hauly Filho
“Empreender é o pensamento seguido da atitude de fazer acontecer” - Bruno Bezerra

Show na ExpoLondrina

Aproveitamos a tradicional Exposição de Londrina para participar de diversos eventos ligados ao empreendedorismo.

Num desses eventos, o 3° Hackathon SmartAgro, representei a Fomento Paraná na banca de jurados do pitch final, e pude conhecer as ideias e soluções inovadoras criadas pelas equipes.

A vitoriosa foi a DigiSafra, que tem como escopo central acelerar todo processo de compra e venda, dispensando o uso de documentos físicos e diminuindo os gastos com papéis, gerando contratos on-line com segurança jurídica e assinatura digital.

Parabéns a todos os envolvidos e a empresa ganhadora!

 

Cenário positivo

Com a recuperação econômica, os donos de micro e pequenas empresas estão otimistas sobre seus negócios.

71% acreditam que a atividade terá um bom desempenho em 2018, enquanto 20% consideram que o cenário será igual ao do ano passado.

Os dados fazem parte do levantamento realizado pelo Clube Sou Empreendedor, com 3.200 consultados.

A pesquisa, realizada entre 1 de janeiro e 19 de fevereiro, também mostra que, em relação a 2017, 45% dos empreendedores afirmaram que os resultados foram regulares, enquanto 36% consideraram o ano bom ou ótimo e 18% concluíram ser ruim ou péssimo para os negócios.

 

Apostando em avanço

Para 2018, 92% deles acham que suas empresas terão um desempenho melhor do que o ano anterior e 8% julgam que o retorno será o mesmo de 2017.

Nenhuma das organizações acredita que pode piorar em comparação ao último ano. Apesar desse sentimento positivo, a crise econômica recente deixou sequelas que os empreendedores terão de lidar antes de pensarem em novos projetos.

O saldo positivo com crescimento das micro e pequenas representa um grande na geração de novos empregos e mais renda para os trabalhadores.

 

Muito imposto

Com base em cálculos feitos pelo Impostômetro, o brasileiro precisa trabalhar 157 dias para pagar todos os seus impostos, inclusive aqueles embutidos nos produtos.

Resta ainda um mês e meio de suor para dar conta somente da carga tributária, que continua crescente. No último domingo, todos os brasileiros juntos já tinham pago R$ 700 bilhões só neste ano, marca atingida com nove dias de antecedência em relação ao ano passado.

O valor, apresentado pala Associação Comercial de São Paulo, indica que os cofres públicos estão arrecadando mais neste ano.

 

Alta na publicidade

A empresa de produtos farmacêuticos Hypermarcas foi a companhia que mais investiu em publicidade no Brasil no ano passado, segundo um levantamento divulgado pela Kantar Ibope.

Em valores publicitários, a companhia aportou R$ 3,73 bilhões em publicidade no ano passado, crescimento de 64% na comparação com 2016.

O segundo maior anunciante foi o laboratório Gennoma (R$ 3,124 bilhões), seguido pela Unilever (R$ 1,825 bilhão).

Ao todo, os investimentos em publicidade somaram R$ 134 bilhões no ano passado, um ligeiro crescimento em relação observado no ano anterior (R$ 129,9 bilhões).

 

PIB em alta

O Banco Mundial elevou a projeção de crescimento da economia brasileira para 2,4% em 2018 e para 2,5% em 2019.

As informações estão em relatório divulgado, no qual a organização defende que os países da América Latina e Caribe aproveitem o momento de crescimento de suas economias para fazer o ajuste fiscal.

As projeções divulgadas no relatório são superiores às apresentadas em janeiro pelo Banco Mundial - de 2,0% e 2,3%, respectivamente, no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2018 e 2019.

Shopping